Conversando com os mestres e mentores espirituais

  Postado em   por   Ainda não há comentários

Sou médium, terapeuta e atendo pessoas com diversas queixas. As mais comuns são ansiedade, os mais variados medos e problemas nos relacionamentos com pais, irmãos, companheiro/a, chefe e amigos. No espaço terapêutico, os mentores espirituais das pessoas encontram um lugar privilegiado com vibração elevada para se comunicarem com elas, pois lá normalmente estão abertas para ouvi-los.

Na correria do dia-a-dia, muitas pessoas simplesmente não param para ouvir seus mentores espirituais nem seu Eu Superior (essência divina). Isso não deve ser uma surpresa, pois muitas não param também para ouvir seus amigos encarnados. Os mentores, seres de luz e amor que normalmente nos acompanham há várias existências, esperam com muita paciência uma oportunidade de comunicação consciente.

Durante o sono, eles sempre nos passam suas mensagens, aconselhando-nos a seguirmos o caminho da luz, do amor e da compreensão. O problema é que muitas vezes esquecemos suas orientações dadas durante o sono e iniciamos o dia sem levá-las em consideração. Os gatilhos para ficarmos irritados são inúmeros. É o vizinho que faz barulho de madrugada, o chefe que já chega cobrando e exigindo tudo sem sequer dar um “bom dia”, entre tantos outros que podem amargar o dia logo em seu início.

Mas é preciso aprender a não entrar no mau-humor. Um mentor disse que toda pessoa escolhe se quer ficar de bom humor ou de mau-humor. Se quiser ficar de mau-humor, é só ficar ruminando pensamentos negativos, que causam raiva e tristeza. Se preferir ficar de bom humor, basta se concentrar nas coisas boas que possui, materiais (casa, comida, roupas) e abstratas (amizade, amor, inteligência, conhecimentos).

Nossos mentores, iluminados como são, e mais evoluídos que nós, estão sempre recomendando para que tenhamos calma, paciência, para que sejamos compreensivos e aceitemos nossas missões, de coração. Eles comumente dizem “Façam tudo com amor e gratidão”, o que é fácil falar, mas nem sempre praticar. Pelo que tenho observado, quanto mais os ouvimos e seguimos suas orientações, mais nossa vida muda para melhor. Nunca vi um mentor dar uma recomendação inadequada.

Observo que, quando a pessoa segue os conselhos dos seus mestres de luz, invariavelmente sua vida muda para melhor. E, ao contrário, quando a pessoa se rebela contra seus amigos e contra a própria vida, as coisas só pioram. Há pessoas que passam a vida inteira se lamentando por um acontecimento (abandono do pai, do marido, acidente, amor não correspondido, entre tantas outras possibilidades). E, exatamente por estarem presas ao sofrimento, é que suas vidam não evoluem.

Por isso, acredito ser fundamental aceitar os fatos que aconteceram para poder prosseguir a vida. Quando a pessoa aceita, ela pode vislumbrar um futuro melhor. Aceitar os fatos não significa se acomodar. Muito pelo contrário. Significa aceitar os acontecimentos e fazer o que for possível para mudar a própria vida e o mundo para melhor, com respeito, ética e responsabilidade. Sempre é possível mudar para melhor.

Os mestres sempre dizem que todas as experiências trazem aprendizados que o espírito precisa. Por isso, considero que a melhor coisa a ser feita é aproveitar o que aprendeu com a experiência e seguir em frente, buscando evoluir e ser feliz. Está nas mãos de cada um criar um mundo melhor para si mesmo e para os outros.

Com o auxílio da Terapia Holística, a pessoa tem acesso aos seus mentores espirituais e descobre seu verdadeiro propósito de alma, ou seja, descobre para que reencarnou. Com isso, pode buscar a própria felicidade de uma maneira mais eficaz.

Se você gostou desse texto, curta e compartilhe com seus amigos!

Fazer o bem sempre faz bem!

Pode ser que alguém que você conhece esteja precisando.

Gratidão, paz e amor!

Valéria Centeville e Leonel Vicente – Terapeutas Holísticos
Consultas presenciais e à distância, via Skype e telefone.
Whatsapps 11 9 8444 9975 11 9 9824 2584 E 11 9 9824 2584
www.terapiadevidaspassadas.com
www.povodooriente.net

Gostou? Compartilhe:

 

 

Gostou? Compartilhe:

Comentários